A Palavra de Deus foi criada?

Uma pergunta que deve ser feita: a Palavra de Deus foi criada? Já houve muita discussão sobre esse tema importante. Existem dois lados: um grupo diz que a Palavra de Deus foi criada e o outro, diz que a Palavra de Deus é eterna e não criada. Vejamos o que o Alcorão e o Hádice dizem sobre esse tema importante.

"O Clemente. Ensinou o Alcorão. Criou o homem.” (Ar Rahman 55:1-3). Deus estabeleceu essa diferença entre o Seu conhecimento e a criação. Ele ministrou o Alcorão, e a humanidade é a Sua criação. O Seu conhecimento não foi criado.

O Alcorão afirma que as palavras de Deus são infinitas: “Dize-lhes, “Dize-lhes: Se o oceano se transformasse em tinta, com que se escrevessem as palavras de meu Senhor, esgotar-se-ia antes de se esgotarem as Suas palavras, ainda que para isso se empregasse outro tanto de tinta.” (Al cahf 18:109). Além disso, o Alcorão diz: “Ainda que todas as árvores da terra se convertessem em cálamos e o oceano (em tinta), e lhes fossem somados mais sete oceanos, isso não exauriria as palavras de Alláh, porque Alláh é Poderoso, Prudentíssimo"(Lucman 31:28). Suas palavras são infinitas. Se o mar que Deus criou fosse tinta para escrever e as árvores fossem canetas, a tinta do mar e as canetas das florestas acabariam, mas as palavras de Deus jamais iriam.

“Foi narrado por Khawla Bent Hakim, que disse: ‘Ouvi o Mensageiro de Alláh (que a paz e as bênçãos de Alláh estejam sobre ele) dizer: Aquele que entrar na casa e disser: Busco refúgio do mal que Ele criou nas palavras perfeitas de Alláh. Nada lhe machucará até que saia da casa’” (Relatado por Muslim, 2708).

“Foi narrado por Abu Hurayrah (que Alláh esteja satisfeito com Ele), disse que ‘o Profeta (paz e bênçãos de Alláh estejam sobre Ele) diz: A virtude da Palavra de Deus sobre todas as outras palavras são como a graça de Deus sobre toda a Sua criação’”. Narrado por Ahmad (3/390), Abu Dawood (4734) e Tirmidhi (2925).

Esse hadith inclui provas de dois aspectos que comprovam que a Palavra de Deus não foi criada:

A primeira é a diferença entre a Palavra de Deus e as outras palavras – tanto a Palavra de Deus, a qual é Seu atributo, ou as palavras criadas, as quais são a Sua criação. Ele adicionou a descrição de Seus atributos a Si mesmo e os diferenciou de todas as outras palavras. Se todas as palavras fossem criadas, não haveria necessidade de diferenciá-las.

A segunda é a diferença entre a Palavra de Deus e as palavras dos outros, tais como a diferença entre Deus e as pessoas.

É aceitável dizer que a Palavra de Deus, se tivesse sido criada, tem um ou dois atributos: primeiro, tem de ser, uma criatura que existe em Deus. Segundo, tem de ser separado de Deus. Ambos os casos são inválidos.

O primeiro exige que a criatura seja parte de um Criador, o que é inválido. Deus pode existir sem a Sua criação. Segundo, precisamos desconectar o atributo da fala do Todo-Poderoso, já que o atributo existe com Deus e não sem Ele; o que significa que Deus não tem a habilidade de falar. O que, claramente, também é inválido.

Quando Deus ministrou palavras para se autodescrever, a Sua Palavra foi criada; porque as Suas Palavras são atributos de Si mesmo e Ele não foi criado.

Precisamos falar aqui sobre Isa Al-Masih (que Sua paz esteja conosco), a Palavra de Deus, “E quando os anjos disseram: Ó Maria, por certo que Deus te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias, Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Deus. Falará aos homens, ainda no berço, bem como na maturidade, e se contará entre os virtuosos" (Aal 'Imran 3: 45-46). Verdadeiramente, "O Messias, Jesus, filho de Maria, foi tão-somente um mensageiro de Deus e Seu Verbo [...]” (An Nissá 4: 171). Nestas passagens, a Palavra de Deus foi criada ou é eterna?

É importante ver que o Alcorão também afirma: “Os anjos o chamaram, enquanto rezava no oratório, dizendo-lhe: Deus te anuncia o nascimento de João, que corroborará o Verbo de Deus, será nobre, casto e um dos profetas virtuosos.” (Áal 'Imran 3:39). O Comentário Al-Tafisr Al-Muyasir explica esse verso: “E os anjos visitaram-no quando ele estava orando na câmara, para que Deus lhe desse as boas novas de que você dará à luz a um filho chamado Yahya, acredite na Palavra de Deus – Isa Ibn Maryam. A Palavra que vem de Deus (a Palavra de Deus) e Yahya acreditou nEle, ele é Isa Al-Masih (que Sua paz esteja conosco) [...]”. Yahya veio ao mundo para pregar por Ele e preparar o caminho para Ele.

Dada toda essa evidência, é claro que a Palavra de Deus não é criada. Como o Alcorão diz: “Alláh lhe traz boas novas de uma Palavra dEle, o qual se chamará Messias, Isa, o filho de Maria”. A Palavra Eterna de Deus foi chamada (Jesus Cristo) Isa Al-Masih (que Sua paz esteja conosco). Se Cristo (que Sua paz esteja conosco) é uma criatura, então, não há necessidade de diferencia-Lo ao descreve-Lo como a Palavra de Deus. A Palavra de Deus tem os atributos de Deus; a Palavra de Deus (Cristo, que Sua paz esteja conosco) não é uma criatura e não foi criada. Deus especificou essa Palavra e a diferenciou de todo o resto.

Leia Mais
Julgando os Outros
Português do Brasil