A Bíblia ensina que após a ressureição, Jesus subiu ao céu em forma física, “Ditas estas palavras, foi Jesus elevado às alturas, à vista deles, e uma nuvem o encobriu dos seus olhos. E, estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto Jesus subia, eis que dois varões vestidos de branco se puseram ao lado deles e lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir”. (At 1:9-11).

Em outras passagens, o Injil ensina que Jesus está sentado à direita de Deus, “Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus” (Cl 3:1), de onde Ele viera originalmente (Jo 6:62, Jo 16:28).

O Alcorão tem uma declaração que confirma a ascensão de Jesus, e isso foi o suficiente para convencer os muçulmanos ao redor do mundo de que Ele continua lá até hoje, vivo e na presença de Allah. O texto diz: “Outrossim, Deus fê-lo ascender até Ele” (An Nissá 4:158).

Esta declaração foi feita em contraste à reivindicação dos Judeus, de que eles tinham matado Isa Al-Masih, o filho de Maria. Os muçulmanos acreditam que Ele fora resgatado da cruz e levado ao céu sem sequer passar pela morte. Apesar das diferentes circunstâncias, tanto o Alcorão quanto a Bíblia, pregam a ascensão de Jesus, vivo e em sua forma física, da Terra para o céu. Significativamente, o único registro do Hádice que menciona o destino de Jesus, concorda, sem exceção, que Jesus fora levado ao céu.

Muitos ensinamentos muçulmanos apontam o retorno de Jesus. Esses incluem vários Hádices, como Sahih Muçulmano (Vol 1, pg. 93), Sahih al-Bukhari (Vol4, pg. 137), Ibn As’d e Kitab al-Tabaqat al-Kabir (Vol 1, pg. 47).

Mas qual a razão do retorno dEle ao céu? A razão é implícita em seu nascimento virginal. Ele subiu ao céu porque veio de lá. Se tivesse voltado ao pó como qualquer outro homem, nenhum cristão acreditaria que ele é o único Filho de Deus.

O Alcorão fala muito do trono de Deus (Yunus 10: 4, Al-Aaraf 7: 54, Al-Raad 13: 2, etc.). Isso expressa a soberania real que Deus dispõe ao redor de todo o universo. A Bíblia traz a mesma questão, ao enfatizar a ascensão singular de Jesus ao céu e ali como seu lugar final, onde é declarado que Ele se sentou à Sua direita, como os filhos dos reis se sentavam ao lado de seus pais naqueles tempos, os herdeiros ao trono. Muitas passagens podem esclarecer isso:

O qual exerceu ele em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar à sua direita nos lugares celestiais (Ef 1:20). Ora, o essencial das coisas que temos dito é que possuímos tal sumo sacerdote, que se assentou à destra do trono da Majestade nos céus (Hb 8:1).

Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, em pé à destra de Deus (At 7:56). Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono (Ap 3:21). O Alcorão fala sobre o trono de Deus: o lugar legítimo de Jesus após Sua ascensão ao céu é ao lado direito dAquele que se senta no trono.

Categorias: Studies

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Português do Brasil
English العربية Español فارسی Français Português do Brasil