Sua Palavra não Muda

Será que as palavras de Deus mudam, são corrompidas ou distorcidas? Vejamos o que o Alcorão diz:

“Recita, pois, o que te foi revelado do Livro de teu Senhor, cujas palavras são imutáveis” (Al Cahf 18:27). A palavra que, geralmente, é usada para se referir ao livro refere-se ao Alcorão, mas a palavra (as Suas Palavras) se refere aos livros celestes e inclui a Bíblia porque é a Palavra de Deus. Deste modo não há substituicao para as palavras da Bíblia Al-Baydawi, que nessa interpretação diz: “Não há quem mude as suas palavras, ninguém pode muda-las ou distorce-las além dEle”.

“Obterão alvíssaras de boas-novas na vida terrena e na outra; as promessas de Alláh são imutáveis. Tal é o magnífico benefício.” (Yunis 10:64). Al- Baydawi disse: “Nenhuma mudança é feita em Suas palavras e não há diferença em Suas promessas."

“Já outros mensageiros, anteriores a ti, foram desmentidos; porém, suportaram abnegadamente os vexames e os ultrajes, até que Nosso socorro lhes chegou. Nossas decisões são inexoráveis; e conheces a história dos Nossos mensageiros anteriores.” (Al An’am 6:34). Novamente no verso 115: “As promessas do teu Senhor já se têm cumprido fiel e justiceiramente, pois Suas promessas são imutáveis, porque ele é o Oniouvinte, o Sapientíssimo." Na interpretação do último verso de Al-Baydawi, menciona-se que a Bíblia é distorcida, mas não se refere à distorção que os muçulmanos se referem. Iremos discutir isso mais para frente.

Quem afirma que a Bíblia é distorcida em seus textos hoje, uma vez que não era verdade no tempo de Maomé, está chegando com uma falsa acusação e vai contra os versos explícitos do Alcorão que testemunham que o certo não vem da falsidade de suas mãos ou atrás dele, porque um dos propósitos mais importantes do Alcorão veio para certificar e preservar a Bíblia. Como é que o Alcorão pode testemunhar que a Bíblia é verdadeira e inspirada por Deus e orientado para o povo e, então, retorna para afirmar que foi mudado e perdeu sua credibilidade. Porque se isso é verdade o Alcorão se contradisse.

Foi declarado em Mishkat Al-Masbih o que Omar disse: “Alláh enviou Muhammad em verdade e revelou o livro a Ele. Então, Deus revelou o verso do apedrejamento. O Mensageiro de Alláh revelou isso e apedrejamos por Ele. Apedrejamento no Livro de Alláh que condenava as pessoas que cometiam adultério, caso for imune ao homem ou à mulher. Se houver evidencias de gravidez ou uma confissão. Combinado no primeiro capítulo do Livro das Fronteiras, mas quando Zaid bin Thabit recolheu o Alcorão, ele retirou esse verso para dizer que Omar não o acrescentou ao Alcorão.” Essas palavras são perigosas. Se Omar ratificasse o que havia dito sobre a distorção da fala em seus respectivos lugares como mencionado no Alcorão (Surat Al Máida 5:45), é um fato no Alcorão e não no Torá?

É impossível, dado o fato de que devemos acreditar no Alcorão e declarar que a Bíblia é correta, e “não uma substituição das palavras de Deus."

Leia Mais
O Injil como um sinal de Deus no Alcorão
Português do Brasil