Será que as palavras de Deus mudam, são corrompidas ou distorcidas? Vejamos o que o Alcorão diz:

“E recita o que te tem sido revelado do Livro do Senhor. Não há nenhum que possa mudar as Suas palavras...” (Al-Kahf 18:28). A palavra que geralmente é usada para se referir ao livro menciona o Alcorão, mas a palavra (as Suas Palavras) se refere aos livros celestes, e inclui a Bíblia porque é a Palavra de Deus e deste modo não há substituto para as palavras da Bíblia Al-Baydawi, que nessa interpretação diz: “Não há quem mude as suas palavras, ninguém pode muda-las ou distorce-las além dEle”.

“Para eles são boas novas na vida presente e também no Futuro – Não há mudança alguma nas palavras de Allah – esse na verdade é o supremo triunfo” (Yunus 10:65). Al- Baydawi disse: “Nenhuma mudança é feita em Suas palavras e não há diferença em Suas promessas”.

“E Mensageiros têm, na verdade, sido rejeitados antes de ti; mas não obstante a sua rejeição e perseguição eles continuaram com paciência até que o Nosso auxilio lhes veio. Não há nenhum que possa mudar as palavras de Allah. E já a ti tem vindo novas dos Mensageiros” (Al-An’am 6:34). E novamente no verso 116: “E a palavra do Senhor é perfeita em verdade e justiça. Ninguém pode mudar as Suas palavras e Ele é o Que Tudo Ouve, o Todo-Conhecedor”. Na interpretação do último verso de Al-Baydawi, menciona-se que a Bíblia é distorcida, mas não se refere à distorção que os mulçumanos se referem; sobre isso discutiremos mais à frente.

Whoever claims that the Bible is distorted in its texts today, since it was not true in the time of Muhammad is coming up with a false accusation and goes contrary to the explicit verses of the Qur’an that bear witness that the right does not come falsehood from his hands or behind him, because one of the most important purposes of the Qur’an that it came to certifies and preserves the Bible. How come that the Qur’an can testify that the Bible is true and inspired by God and guidance to the people, and then returns to  claim that it was changed and lost its credibility, because if this is true the Qur’an has contradicted itself.

Foi declarado em Mishkat Al-Masbih o que Omar disse: “Allah enviou Muhammad em verdade e revelou o livro a ele, então Deus revelou o verso do apedrejamento. O Mensageiro de Allah completou isso e apedrejamos por ele. Apedrejamento no Livro de Allah condenava as pessoas que cometiam adultério caso for imune ao homem ou à mulher. Se houver evidencias de gravidez ou uma confissão. Combinado no primeiro capítulo do Livro das Confins, mas quando Zaid bin Thabit recolheu o Alcorão, ele retirou esse verso para dizer que Omar não o acrescentou ao Alcorão.” Essas palavras são perigosas; se Omar ratificasse o que havia dito sobre a distorção da fala em seus respectivos lugares como mencionado no Alcorão (Surat Al-Maida 5:45), é um fato no Alcorão e não no Torá?

É impossível, dado o fato de que devemos acreditar no Alcorão e declarar que a Bíblia é correta, e “não uma substituição das palavras de Deus”.

Categorias: GospelStudies

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Português do Brasil
English العربية Español فارسی Français Português do Brasil