A história de Nabila

Eu estava vivendo na escuridão. Não sabia qual caminho seguir. Estava perdida. Todas as noites eu ia confusa e chorosa para a cama.

Eu moro na região norte-africana Magrebe, em um território Islã rigoroso, onde o cristianismo é quase desconhecido. Quando meus pais se divorciaram, minha mãe virou amiga dos missionários cristãos e começaram a estudar a bíblia conosco. Quando meu pai, muçulmano, descobriu, ele me levou para longe da minha mãe para morar com ele. Odiei a minha vida nova ali e me veio uma depressão terrível.

Em uma noite, a minha mãe teve um sonho sobre morar perto de uma igreja. Acreditando que essa mensagem vinha de Deus, ela procurou por uma igreja que parecesse com a do sonho dela e quando a encontrou, se mudou para a vizinhança. Ali, por uma sequência de eventos que apenas Deus poderia ter planejado, ela conheceu Ibrahim, um evangelista, e começou a estudar a bíblia com ele. O coração da minha mãe foi tocado pelo Espirito Santo e começou a acreditar em Al-Masih.

Em seguida, minha mãe teve um outro sonho, mas dessa vez sobre dar pães aos vizinhos. Ela entendeu que o sonho era um chamado para compartilhar sua nova fé com os outros e decidiu se batizar. Ela se tornou a primeira crente de Isa Al-Masih em seu grupo.

Enquanto isso, ainda morando com o meu pai, minha depressão se intensificou. Quando ia visitar minha mãe, ela pensava que eu estava doente por estar perdendo peso e estar pálida. Eu sempre falava para não se preocupar. Ela orou comigo, mas Satanás fez de tudo para me manter afastada da bíblia.

Mas um dia, eu não aguentei mais. Comecei a chorar incessantemente e disse a minha mãe que não aguentava mais morar com o meu pai. Me senti sozinha e abandonada. Ela me confortou e oramos juntas. Depois que ela saiu do meu quarto, orei sozinha. E pedi ao Senhor para me ajudar e tirar toda essa tristeza e confusão de mim.

Fiquei repleta de alegria! Deus havia realizado um milagre!

Na manhã seguinte, eu acordei com o coração mais leve e um sorriso no rosto. Estava dominada por uma alegria inexplicável e compreendi que Deus é um Deus vivo que responde as nossas orações. Essa experiência me incentivou a começar os estudos bíblicos com Ibrahim. E por um milagre, meu pai permitiu que eu ficasse com a minha mãe por quatro meses.

Teria que retornar para morar com o meu pai eventualmente, mas tive mais confiança e paz, sabendo que Isa estava comigo. Alguns meses depois, fui batizada em uma região vizinha. Cheguei a conclusão de que sou parte de uma família bem grande (Ummah) com Isa Al-Masih. Minha mãe e eu sabemos que o Senhor não terminou de operar em nossas vidas.

Leia Mais
Os 10 Mandamentos no Torá, Injil e no Alcorão
Português do Brasil