“E um deles (Fariseus), intérprete da Lei, experimentando-o, lhe perguntou: Mestre, qual é o grande mandamento na Lei? Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas” (Mt 22:35-40).

Quantas Vezes Nós Devemos Perdoar Um ao Outro
Os ensinamentos de (Jesus) Isa Al Masih quanto ao perdão é primordial para a Sua mensagem. Muitas vezes, quando alguem nos ofendeu, podemos não estar dispostos a perdoar a pessoa que nos ofendeu por causa do padrão que a sociedade estabeleceu. Mas, quando pedimos a Deus para nos perdoar por nossos erros e pecados, devemos considerar se estamos dispostos a perdoar da mesma maneira os nossos colegas. Quando Jesus nos perguntou quantas vezes deveriamos perdoar um ao outro, Ele disse:Os ensinamentos de (Jesus) Isa Al Masih quanto ao perdão é primordial para a Sua mensagem. Muitas vezes, quando alguem nos ofendeu, podemos não estar dispostos a perdoar a pessoa que nos ofendeu por causa do padrão que a sociedade estabeleceu. Mas, quando pedimos a Deus para nos perdoar por nossos erros e pecados, devemos considerar se estamos dispostos a perdoar da mesma maneira os nossos colegas. Quando Jesus nos perguntou quantas vezes deveriamos perdoar um ao outro, Ele disse: “Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete”.

Jesus nos deu o seguinte exemplo quanto ao perdão para nos ajudar a entender o que Ele quis dizer com perdoar “setenta vezes sete”.

“Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos. E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. Não tendo ele, porém, com que pagar, ordenou o senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga. Então, o servo, prostrando- se reverente, rogou: Sê paciente comigo, e tudo te pagarei. E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida. Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem denários; e, agarrando-o, o sufocava, dizendo: Paga-me o que me deves. Então, o seu conservo, caindo-lhe aos pés, lhe implorava: Sê paciente comigo, e te pagarei. Ele, entretanto, não quis; antes, indo-se, o lançou na prisão, até que saldasse a dívida. Vendo os seus companheiros o que se havia passado, entristeceram-se muito e foram relatar ao seu senhor tudo que acontecera. Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda porque me suplicaste; não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti? E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida. Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um a seu irmão”  (Mt 18: 23-35).

O que Isa e o Injil Ensinam Sobre Quando e Como Resolver Conflitos Com um Amigo ou Vizinho
“Se, pois, ao trazeres ao altar a tua oferta, ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa perante o altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; e, então, voltando, faze a tua oferta”.…(Mt 5:23-24).

Às vezes podemos dizer que servimos a Deus (Allah), mas maltratamos um dos filhos de Deus. Jesus ensinou que quando vamos adorá-lo, devemos vir com a consciência limpa de que fizemos tudo a nosso alcance para acertar as coisas quando machucamos alguém. Isso não significa que as pessoas sempre estarão dispostas a nos aceitar. Elas podem ainda nos odiar, mas pelo menos tentamos fazer o que é correto.

O povo de Deus deveria refletir o amor de Deus. É por isso que deveríamos tentar viver em paz com todas as pessoas. O povo de Deus deveria refletir o amor de Deus. É por isso que deveríamos tentar viver em paz com todas as pessoas.

Odiar alguém é algo sério. Podemos odiar o mau caminho e os meios das pessoas sem odiá-las. Todos que odeiam o seu irmão, se torna um assassino, e vocês já sabem que nenhum assassino terá a vida eterna com Ele (1 Jo 3:15).

Jesus e o Injil nos ensinam que não devemos guardar raiva ou ódio para com ninguém. Nós deveríamos ter um senso verdadeiro do amor de Deus e refletir isso para os outros.

Estudo adicional:
1. A prontidão de estar sozinho até quando os outros nos odeiam: Lucas 14:26
2. O amor de Deus: 1 João 4:8
3. Quando as pessoas nos maltratam e odeiam por seguirmos a Deus: Mateus 5:10

Categorias: Teachings

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Português do Brasil
English العربية Español فارسی Português do Brasil