Meu nome é Abdallah, eu sou um palestino que vive na Jordânia. Minha família é uma das principais famílias em campos de refugiados em Amã. O meu pai é um dos líderes da causa Palestina. Um dos líderes fanáticos da nossa comunidade. Fui criado para odiar os judeus e os cristãos, pois eles tomaram a minha terra e acabei sendo como um refugiado.

Um dia, eu estava navegando na minha conta do Facebook e vi um dos meus amigos discutindo com alguém que estava escrevendo sobre sonhos de Isa Al-Masih. Acompanhei a discussão. Fiquei impressionado com o que o cristão estava dizendo e as provas que ele compartilhou do Alcorão e da Hadice. Mas, eu estava preocupado e senti a necessidade de respondê-lo. Passei algum tempo analisando para poder encontrar respostas.

Então, tive um sonho em que estava em um prédio estudando, quando o prédio começou a tremer e a desmoronar. Quando de repente, da janela, eu vi um homem de branco com cabelos castanhos, o céu estava tão brilhante. Ele estendeu as mãos e disse: "venha comigo. Eu vou cuidar de você." Estendi meus braços em direção a Ele e fui puxado para fora da janela. Senti que estava caindo, embora estivesse cheio de paz e confortado, como estava em Sua presença. Acabei parando em um campo verde. Nunca vi nada igual.

Eu queria perguntar à Ele "Quem é você?" Senti como se O conhecesse há muito tempo, como se não precisasse se introduzir. Senti paz, alegria, felicidade, esperança e amor em Sua presença. Queria ficar com Ele o tempo todo. Eu não queria voltar para a realidade.

Finalmente, criei coragem e perguntei: "Quem é você?" Ele respondeu: "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida." Eu entendi, imediatamente, quem Ele era, Isa Al-Masih. Eu quero saber mais sobre você. Então, Ele me deu um livro. Me perguntei que livro era esse. Era o Injil e me pediu para ler.

Acredito no Isa Al-Masih. Ainda estou nessa jornada de conhecê-Lo mais. Me mantenha nas suas orações. Eu não posso compartilhar minha nova fé aqui, posso até perder a minha vida. Sou grato pelo seu site que abriu meus olhos e me incentivou a estudar mais.

Categorias: Stories

0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Português do Brasil
English العربية Español فارسی Français Português do Brasil