A Bíblia e o Alcorão declaram que o Profeta Abraão foi escolhido para uma missão especial. A Bíblia afirma: “Ora, disse o SENHOR a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção! Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gn 12:1-3). A mesma promessa foi feita no Alcorão: “Ele disse, ‘Eu farei de ti um Condutor de homens” (Al-Baqara 2:124).

Todos os muçulmanos celebram o festival de Eid al-Adha. Esse festival é respeitado em memória ao sacrifício que o Profeta Abraão ofereceu à Deus. Vemos no Alcorão: “De modo que Nós lhe demos a alegre nova de um filho dócil. E quando ele teve idade bastante para trabalhar com ele, Abraão disse, ‘Oh meu querido filho, eu vi num sonho que te ofereço como um sacrifício’” (Al-Safat 37:102 e 103).

De acordo com Islamismo, esse é Ismael, e não Isaque. Na verdade, o Alcorão não diz qual dos dois era. Deus quis testar o profeta ao lhe pedir para sacrificar seu filho. “Essa, na verdade, foi uma prova manifesta. E Nos remimo-lo com um grande vítima” (Al-Safat 37:106 e 107).

Comentaristas muçulmanos geralmente dizem que esse “grande sacrifício” se refere ao carneiro que Deus providenciou no lugar do filho de Abraão. Mas um carneiro seria realmente um grande sacrifício em comparação com o filho de Abraão? “O grande sacrifício” deve estar se referindo à um outro sacrifício. Isso levanta uma questão. Deus estava apontando para um Grande Sacrifício no futuro?

Na verdade, o Alcorão não fornece muitos detalhes dessa boa história. Pelo contrário, a Bíblia nos dá registros detalhados da história. Lemos no Tawrat: “Depois dessas coisas, pôs Deus Abraão à prova e lhe disse: Abraão! Este lhe respondeu: Eis-me aqui! Acrescentou Deus: Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; oferece-o ali em holocausto, sobre um dos montes, que eu te mostrarei. Levantou-se, pois, Abraão de madrugada e, tendo preparado o seu jumento, tomou consigo dois dos seus servos e a Isaque, seu filho; rachou lenha para o holocausto e foi para o lugar que Deus lhe havia indicado. Ao terceiro dia, erguendo Abraão os olhos, viu o lugar de longe. Então, disse a seus servos: Esperai aqui, com o jumento; eu e o rapaz iremos até lá e, havendo adorado, voltaremos para junto de vós. Tomou Abraão a lenha do holocausto e a colocou sobre Isaque, seu filho; ele, porém, levava nas mãos o fogo e o cutelo. Assim, caminhavam ambos juntos. Quando Isaque disse a Abraão, seu pai: Meu pai! Respondeu Abraão: Eis-me aqui, meu filho! Perguntou-lhe Isaque: Eis o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto? Respondeu Abraão: Deus proverá para si, meu filho, o cordeiro para o holocausto; e seguiam ambos juntos. Chegaram ao lugar que Deus lhe havia designado; ali edificou Abraão um altar, sobre ele dispôs a lenha, amarrou Isaque, seu filho, e o deitou no altar, em cima da lenha; e, estendendo a mão, tomou o cutelo para imolar o filho. Mas do céu lhe bradou o Anjo do SENHOR: Abraão! Abraão! Ele respondeu: Eis-me aqui! Então, lhe disse: Não estendas a mão sobre o rapaz e nada lhe faças; pois agora sei que temes a Deus, porquanto não me negaste o filho, o teu único filho. Tendo Abraão erguido os olhos, viu atrás de si um carneiro preso pelos chifres entre os arbustos; tomou Abraão o carneiro e o ofereceu em holocausto, em lugar de seu filho. E pôs Abraão por nome àquele lugar – O SENHOR Proverá. Daí dizer-se até ao dia de hoje: No monte do SENHOR se proverá. Então, do céu bradou pela segunda vez o Anjo do SENHOR a Abraão e disse: Jurei, por mim mesmo, diz o SENHOR, porquanto fizeste isso e não me negaste o teu único filho, que deveras te abençoarei e certamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus e como a areia na praia do mar; a tua descendência possuirá a cidade dos seus inimigos, nela serão benditas todas as nações da terra, porquanto obedeceste à minha voz. Então, voltou Abraão aos seus servos, e, juntos, foram para Berseba, onde fixou residência” (Gn 22:1-19).

Na Bíblia, vemos que o Messias de Deus, Isa Al-Masih (que Sua Pas esteja conosco”, é quem fora o sacrifício e salvação para o mundo inteiro. O profeta Yahya disse: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (Jo 1:29). Ele deu esse título a Jesus para enfatizar Seu papel como sacrifício.

Em um incidente em que Isa Al-Masih (que Sua Paz estaja conosco) respondeu os judeus, Ele disse: “Abraão, vosso pai, alegrou-se por ver o meu dia, viu-o e regozijou-se” (Jo 8:56). O profeta Abraão aguardava ansiosamente a vinda de Al-Masih para redimir o mundo como Grande Sacrifício. Ele é o Redentor, o que foi prefigurado no sacrifício de Isaque.

Abraão previu o sacrifício de Isa (que Sua Paz esteja conosco). Uma vez ao ano os muçulmanos comemoram o profundo e maravilhoso amor de Abraão por Deus ao estar disposto em até mesmo sacrificar seu filho único por obediência a Deus. Contudo, você sabia que todo dia do ano, crentes verdadeiros de Jesus se lembram do amor profundo e magnifico de Deus pelas pessoas, mostrado através da disposição de Deus em nem mesmo poupar sua única Palavra e Espirito, conhecido como Isa Al-Masih. “assim também Cristo, tendo- se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação” (Hb 9:28).

Categorias: Studies

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Português do Brasil
English العربية Español فارسی Français Português do Brasil