"Se o cristianismo fosse algo que estávamos inventando, é obvio que poderíamos torna-lo mais fácil. Não podemos competir, em simplicidade, com pessoas que estão inventando religiões. Como poderíamos? Estamos lidando com fato. É claro que qualquer um pode ser simples, se ele não tiver fatos para se preocupar." (C.S. Lewis. Mere Christianity, Macmillan Company, New York, 1943, página 145).

O Alcorão testifica que os cristãos são monoteístas e fiéis. (Q. 29:46, 3:113-114, 5:82, 3:55)

Para entender quem é Deus, é bom usar algumas ilustrações:

1- A ilustração geométrica da Trindade é encontrada em um triângulo. Os três ângulos são inseparáveis e simultâneos.

2- Agostinho comparou a Trindade com o amor que envolve um amante, o ente querido e um espírito de amor entre eles.

3 -O tempo por si só consiste do passado, presente e futuro.

4 - O fogo gera calor e luz. Dessa forma, o fogo, com a sua luz e o calor é uma só coisa.

5 - Em termos matemáticos poderíamos comparar a Trindade com 1 x 1 x 1 = 1.

Em An Nissá 4:171, o Alcorão introduz a ideia da Divindade:

"Ó adeptos do Livro, não exagereis em vossa religião e não digais de Deus senão a verdade. O Messias, Jesus, filho de Maria, foi tão-somente um mensageiro de Deus e Seu Verbo, com o qual Ele agraciou Maria por intermédio do Seu Espírito. Crede, pois, em Deus e em Seus mensageiros e digais: Trindade! Abstende-vos disso, que será melhor para vós; sabei que Deus é Uno. Glorificado seja! Longe está a hipótese de ter tido um filho. A Ele pertence tudo quanto há nos céus e na terra, e Deus é mais do que suficiente Guardião."

Esse verso introduz as duas naturezas de Isa Al-Masih:

Humano: O Filho de Maria e o mensageiro de Deus

Divino: O Messias, a Sua (de Deus) palavra e o Seu Espírito

Esse verto também, fala que Deus tem:

1- Uma personalidade: messenger of God (The Father)

2- Uma palavra: e a Sua palavra (o Filho)

3- Um Espírito: e o Seu Espírito (o Santo Espírito)

É importante ver o que esses versos dizem: e não diga Três. Que três o verso está se referindo? Precisamos que o Alcorão responda a essa pergunta!

Em Surat Al Máida 5:116 "Deus disse: Ó Jesus, filho de Maria! Foste tu quem disseste aos homens: Tomai a mim e a minha mãe por duas divindades, em vez de Deus? Respondeu: Glorificado sejas! É inconcebível que eu tenha dito o que por direito não me corresponde. Se tivesse dito, tê-lo-ias sabido, porque Tu conheces a natureza da minha mente, ao passo que ignoro o que encerra a Tua. Somente Tu és Conhecedor do incognoscível."

Então, o Três que o Alcorão se refere são: Deus, Maria e Jesus. É nisso no que acreditamos? Não, o que acreditamos é no Deus o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Surat Áal 'Imran 3:39 explica quem é Jesus "Os anjos o chamaram, enquanto rezava no oratório, dizendo-lhe: Deus te anuncia o nascimento de João, que corroborará o Verbo de Deus, será nobre, casto e um dos profetas virtuosos."

Abu al-Su`ud comentou na frase "apoiando uma palavra de Deus," que é Isa, que Ele seja abençoado, dizendo "...foi dito que ele (João Batista) foi o primeiro em crer nEle (Jesus) e a apoiar Ele sendo a Palavra de Deus e o Seu Espírito. Al Sadi disse, "A mãe de Yahya (João), se encontrou com a mãe de Isa (Jesus) e perguntou, "Maria, você sentiu a minha gravidez?" Maria respondeu, 'Eu também estou grávida.' Ela (mãe de João) então disse, ‘Acho que o que está na minha barriga louva o que está sua barriga.' A partir daqui, a declaração acima de Deus 'apoiando uma palavra de Deus' fica claro "(Comentário de Abu al-Su'ud Muhammad Ibn Muhammad al-Ahmadi, página 233). Por que uma criança no ventre de sua mãe deveria louvar uma outra criança da barriga da mãe dele, ainda mais jovem que ele?

Em (Áal 'Imran 3:45) "E quando os anjos disseram: Ó Maria, por certo que Deus te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias, Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Deus."

Muhyi al-Din al-Arab disse, "A palavra é Deus na teofania ... e é a única pessoa divina e não qualquer outra ”(“ Fusus al-Hukm p. 38). Ele também disse que a palavra é a pessoa divina."

Não é isso o que a Bíblia nos ensina em João 1:1-5, 14, "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez. A vida estava nele e a vida era a luz dos homens. A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai."

Categorias: Studies

0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Português do Brasil
English العربية Español فارسی Français Português do Brasil